Notícias Diversas — 24 maio 2012

Um trabalho técnico científico foi apresentado pelo diretor de tecnologia de qualidade e informação da Polícia Militar do Paraná, tenente coronel Marcos Antonio Wosny Borba, sobre o modelo de gestão no Paraná.

 

Segundo ele, o tema é bastante desafiador, sendo o trabalho resultado de nove anos de experiência na segurança pública, vindo analisar o que rege as organizações, sob a ótica da reforma de sistemas. “O constante clamor da sociedade inclui o aumento da segurança, portanto, a melhor solução é a que resolve da melhor forma, com eficiência. Outra questão a ressaltar é a complexidade dos problemas da segurança pública que não podem ser tratados com superficialidade”, destacou ele.

 

O palestrante apresentou ainda a forma de funcionamento que deve ser utilizado pelas organizações, com planejamento, organização, direção e controle. Destaca os modelos de organização, a lógica das novas organizações (cadeias de comando mais curtas, menos unidade de comando, maior amplitude de controle, ênfase nas equipes de trabalho e foco no resultado) e os modelos de gestão de polícia, com ênfase na polícia comunitária.

 

Analisando o tema ele questiona qual é o modelo de gestão de segurança pública do Paraná e como ele pode ser aperfeiçoado, visando maior eficiência. Entre os problemas existentes atualmente na gestão paranaense, ele destaca as orientações legislativas anteriores à Constituição Federal e Estadual; e propõe algumas mudanças para a Secretaria Estadual de Segurança Pública, tais como a ênfase no resultado, gestão em forma de conselho e visão focada na causa do problema e não apenas na consequência.

 

“O tema precisa ser amplamente discutido e este trabalho serve apenas para caracterizar a importância da continuidade dos estudos com esta abordagem”, finaliza o tenente coronel.

Share

About Author

amebrasil

(0) Readers Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *